Minas Gerais tem 16 cidades com apenas um candidato a prefeito

Dezesseis cidades mineiras terão eleições municipais um pouco diferentes, neste ano. Diferentemente das demais, elas terão candidatos únicos para a prefeitura. Em casos como estes, basta apenas um voto para que eles sejam eleitos.
Um dos municípios onde não vão haver concorrentes para o Executivo em 2016 é Jequitibá, que fica na região central do Estado. Na cidade, que tem aproximadamente 5.000 habitantes, a única pessoa que se encorajou a concorrer ao cargo foi o atual prefeito, Humberto Reis (PMDB), que tenta a reeleição.
— Eu não esperava, neste momento, chegar a esta situação. Isso é histórico para mim também.
De acordo com o Ministério Público (MP), se todos os 4.949 habitantes da cidade votarem em branco ou nulo o prefeito pode ser reeleito, desde que ele tenha, pelo menos, o seu próprio voto. Segundo o promotor eleitoral Edson Resende, isso acontece pois não haverá outra pessoa com mais votos do que ele.
— Quando nós tivermos um único candidato, com qualquer votação que ele tiver, ele estará eleito.
Mas esta rejeição ao cargo de prefeito não acontece apenas em Jequitibá. Em Minas Gerais, outras 15 cidades não terão disputa, ou seja, terão apenas um único candidato. São elas: Comendador Gomes, Espírito Santo do Dourado, Carrancas, Vargem Bonita, Maripá de Minas, Carmésia, Ninheira, Gameleiras, Doresópolis, Porto Firme, Bom Jesus da Penha, Inimutaba, Guarda-Mor, Machacalis e Divisa Nova.
Mesmo com a possibilidade de vencer as eleições com um só voto, o Humberto quer ter a confiança da população para poder comandar a prefeitura carente, que tem arrecadação anual de 12 milhões de reais.
— Eu gostaria de ter uma votação expressiva para mostrar a nossa representatividade junto a população

Partilhar
© 2012 | Portal Vargem Grande todos os direitos reservados desenvolvido por: Grupo Mega Music Soluções em Informática