Acidente mata quatro pessoas da mesma família em Guarapari

Pai, mãe, filho e cunhado. Quatros pessoas da mesma família morreram em um acidente na manhã de hoje em Guarapari. A família era de Mãe-Bá, em Anchieta, e estava indo para Guarapari fazer feira e compra no supermercado.
O acidente aconteceu por volta das 9h30 da manhã na rodovia Paulo Borges, entre os bairros Lameirão e Nova Guarapari. O carro, um Fiat Pálio, placas MTS-1211, seguia no sentido Enseada Azul – Centro, quando invadiu a contramão e bateu em um ônibus. Os quatro ocupantes do veículo morreram na hora.

Renato, Ana Paula e o pequeno André (d) e Paulo César (E), morreram na hora.
Renato, Ana Paula e o pequeno André (d) e Paulo César (E), morreram na hora.

Quem dirigia o carro era Renato da Cruz Correia, 34 anos. Ao lado dele, no banco do carona estava a esposa dele, Ana Paula Freire da Cruz, 42, e nos bancos de trás o filho do casal, André Freire da Cruz, de apenas cinco anos, e o irmão de Ana Paula, Paulo César Freire da Cruz, 47 anos. Os quatro morreram na hora. e acordo com informações de amigos e familiares, Renato e paulo César eram funcionários da Mineradora Samarco e Ana Paula trabalhava no posto de saúde de Mãe-Bá.
De acordo com o relato do motorista do ônibus, o veículo invadiu a contramão sem motivo aparente. Ele contou a polícia que no momento do acidente, nenhum outro carro tentava fazer a ultrapassagem e não sabe o que aconteceu. Depois da colisão, o Pálio foi arrastado pelo ônibus por cerca de 50 metros. O tacógrafo do ônibus mostrou que o veículo estava entre 60 e 70 km/h.

As quatro vítimas ficaram presas nas ferragens e o Corpo de Bombeiros teve que ser acionado. Foto: João Thomazelli/Portal 27
As quatro vítimas ficaram presas nas ferragens e o Corpo de Bombeiros teve que ser acionado. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Um professor foi uma das primeiras pessoas a chegar no local do acidente. “Eu estava vindo logo atrás deles e cheguei momentos depois no local. O motorista ainda estava vivo, mas respirando com dificuldade. Tentei ajudar de alguma forma e falava com ele: ‘aguenta aí, você não vai morrer não. Aguenta aí’, mas logo depois ele parou de respirar”, contou Carlos Lúcio Vaillant, 40 anos.
Logo que souberam da notícia, dezenas de moradores de Mãe-Bá foram ao local. Muitos não acreditavam na cena que estavam vendo. “Eu acabei de falar com o Paulinho. ele estavam indo para o ponto de ônibus, mas acabou pegando carona com a irmã e o cunhado. Meu Deus, que tragédia’, contou um dos amigos da família.
Resgate

O veículo ficou praticamente debaixo do ônibus. Foto: João Thomazelli/POrtal 27
O veículo ficou praticamente debaixo do ônibus. Foto: João Thomazelli/POrtal 27

O Corpo de Bombeiros foi acionado para retirar os corpo, que ficaram presos às ferragens. O Trânsito ficou lento nas duas pistas, já que até o meio dia, os carros seguiam no sistema de pare e siga.
Muito curiosos acompanhavam os trabalhos dos bombeiros e da polícia, chegando em alguns momentos a atrapalhar. Um cordão de isolamento foi feito para tentar preservar os corpos, já que muitas pessoas estavam com celulares nas mãos tentando capturar fotos dos corpos.
Em alguns momentos o clima chegou a ficar tenso entre curiosos e militares que estavam trabalhando na cena do acidente, mas nenhum registro de alterações mais serias foi feito. Os corpos foram retirados e encaminhados para o Departamento Médico Legal de Vitória. Um engarrafamento de pelo menos um quilômetro foi registrado nos dois sentidos da rodovia até o fim dos trabalhos de remoção dos veículos.
Motoristas que forem passar pelo trecho devem ficar atentos por causa do óleo que se espalhou ao longo de cinquenta metros.

FONTE PORTAL 27 
Partilhar
© 2012 | Portal Vargem Grande todos os direitos reservados desenvolvido por: Grupo Mega Music Soluções em Informática