Outra barragem corre risco de romper em Mariana

O coordenador das operações do Corpo de Bombeiros em Mariana, major Rubem Cruz, afirmou na manhã desta quarta-feira (11) que as buscas no distrito de Bento Rodrigues, atingido após o rompimento de duas barragens, estão sendo replanejadas por uma medida de segurança. A Samarco informou que realiza nesta quarta intervenções na barragem de Germano.
De acordo com o chefe das operações, os bombeiros estão sendo realocados para locais mais altos do distrito por causa da intervenção na barragem, já que existe o risco do rompimento. O acesso à Bento Rodrigues está restrito, conforme Cruz.
Ainda segundo o major, as buscas no distrito estão terminando e o efetivo será encaminhado para outras regiões afetadas. O militar informou que, por causa da intervenção no dique da barragem de Germano, a corporação está verificando a necessidade de realocar alguns moradores da região.
A Samarco informou que inicia nesta quarta uma intervenção nas “estruturas remanescentes das áreas de barragens”. Segundo a mineradora, a intervenção vai proporcionar mais estabilidade para prevenir “problemas futuros”.
O rompimento causou uma enxurrada de lama que destruiu o distrito de Bento Rodrigues e, até o momento, seis mortes estão confirmadasapós a tragédia, mas dois corpos ainda estão sem identificação. Vinte e uma pessoas seguem desaparecidas: 10 moradores de Bento Rodrigues e Camargos e 11 trabalhadores da Samarco e de empresas terceirizadas. Quatro pessoas foram localizadas com vida: três homens e uma mulher.
Suspensão das atividades
Na segunda-feira (9), a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável deMinas Gerais informou que todas as atividades da Samarco Mineradora na região de Bento Rodrigues, em Mariana, estão suspensas desde a última sexta-feira (6).
A empresa não poderá operar a mina de Germano, de onde extrai minério de ferro, até que repare todos os danos causados pelo rompimento de duas barragens na última quinta-feira (5).
Durante o período de embargo, a Samarco só poderá fazer ações emergenciais, que minimizem o impacto do rompimento e previna novos danos. A Samarco informou na noite desta segunda-feira que não havia sido comunicada sobre qualquer decisão neste sentido pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente.

Partilhar
© 2012 | Portal Vargem Grande todos os direitos reservados desenvolvido por: Grupo Mega Music Soluções em Informática