Após rebelião em presídio de Governador Valadares presos são transferidos para Mantena e outras cidades

O presídio de Mantena e Conselheiro Pena, receberam cerca de 40 presos,
transferidos após a rebelião ocorrida no presídio de Governador Valadares no último final de semana.
A ordem partiu do Juiz da Vara Criminal de Valadares, Tiago Colnago Cabral, que acompanhou todo o processo e ajudou na negociação. No total foram transferidos aproximadamente 600 detentos para outros presídios da região.
20150608193036 (1)20150608193036
De acordo com a Secretaria de Defesa Social, a rebelião começou no fim da manhã do último sábado, 06/06, depois que presos dos blocos B e D quebraram as grades das celas. Em seguida tomaram outros pavilhões e a área administrativa do presídio.
A rebelião terminou por volta das 6h deste domingo, após muita negociação. A Seds informou que os corpos dos dois mortos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal para necropsia. Dos 10 feridos, dois estão internados em um hospital de Governador Valadares, em estado grave.
Um dos problemas reclamados pelos presos rebelados é a superlotação da prisão de Governador Valadares, que tem capacidade para 290 detentos e abrigava quase o triplo – 800. O presídio ficou parcialmente destruído com a rebelião.
O secretário de Defesa Social, Bernardo Santana, anunciou que as obras de recuperação da unidade prisional começam nesta segunda-feira (8), acatando determinação do governador Fernando Pimentel. “A ordem do governador é fazer um levantamento da situação do presídio e começar imediatamente na manhã dessa segunda-feira (08) as obras de reforma, para que sejam retomadas as atividades normalmente” disse o secretário.
alx_rebeliao_original20150608193037 (1)
10641116_884816714914592_2643617572308621684_n
Com informações do G1/Vales

Partilhar
© 2012 | Portal Vargem Grande todos os direitos reservados desenvolvido por: Grupo Mega Music Soluções em Informática